quarta-feira, 13 de agosto de 2008

Av. do Sonho

Permaneça quieto
O tempo não pertence a você
e gasta-lo é o que você mais quer
Não diga o que você quer dizer
Ou nunca poderá fazer isso
Noite por Noite
Sonhe mais uma vez
Assim você consegue senti-la
Nas avenidas perdidas
De sonhos quebrados
Existe um lugar onde fiquei com você
entre a av. do sonho e a do desejo
E esse é o jeito que vou
tendo o tempo como inimigo e meu irmão
você não disse que estamos nisso juntos
mas é nossa vez agora
se quiser podemos ir embora
eu só queria a situação perfeita
para jogar músicas ao céu
quero que alguém me conserte
ou somente que nunca me acorde
quero sonhar com isso sempre
Quero ser alguém que te fez sorrir
ainda não é hora de fechar
mas todas as luzes agora podem se apagar
a vida é minha
mas preciso da sua nela.

0 comentários: