quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Define: Tudo

Arrependimento?

"Na origem da palavra, arrependimento quer dizer mudança de atitude, ou seja, atitude contrária, ou oposta, àquela tomada anteriormente".

O que posso dizer?

Se arrependimento quer dizer, dudança de atitude, ela não foi minha.

Se arrependimento quer dizer oposta, quem foi oposto aquilo que queria não fui eu.


Amor?

"amar, gostar de, ter inclinação por"

O que posso dizer?

Não me arrependi de dizer que amo, mas talvez, de como disse e quando, pudesse ter sido em uma certeza, ou então, certeza do que você queria o que estava por vir era melhor e não pior.

Gosto de, sim gosto, muito aliás, talvez tanto que não soube definir o amo, se quem tinha confusão na cabeça no começo era você, também tive minha vez pra isso depois, a diferença é que eu fiz de um jeito e você de outro, enquanto eu falei você se escondeu, enquanto eu tentei ir atrás, você fugiu.

Tenho inclinação por, tenho sim, não se pode ignorar, negar, fingir, e você também tem por, até porque você "também tomou uma atitude contraria, ou oposta, àquela tomada anteriormente".


Falso?

"Que não é verdadeiro; Que é incorreto, inválido"

O que posso dizer?

Ta aí o que mais me incomoda, verdadeiro sempre foi, incorreto talvez tenha sido, Não por não ser verdadeiro, mas por não ter conseguido talvez, esperar mais pra ver onde dava, porque também não sabia em que parte do caminho eu estava.

Inválido? aaaa isso não, se tem uma coisa que eu tenho certeza é que valeu apena,
aprendi a corrigir o meu pior erro, falar de mais, deixar se levar de mais, achando que tudo é pra sempre, pulando de cabeça em precipícios, quando pra mim poderia até ser, mas eramos uma "dupla", e quando um não quer que seja pra sempre, não tem como o outro ser.


Mudar?

"Uma mudança ou transformação pressupõe uma alteração de um estado, modelo ou situação anterior, para um estado, modelo ou situação"


Não, não mudei. Não porque não tive os "porques" pra fazer isso, mas não mudei, tinha quem queria me fazer bem, e tinha quem eu queria bem, e o estranho, é que eu queria bem também era aquela que me queira bem. Mudar é fácil? passei por mudanças a vida toda, e descobri que brigar pra não mudar é pior que aceitar e "pular de cabeça" na nova "casa", então não era fácil, era a unica escolha pra que eu ainda pusse ser feliz, fazendo alguém feliz.



Talvez tenha sido dificil acreditar em tudo, porque você nunca acreditou, talvez, suas "dúvidas" tenham sido criadas, porque você as criou, talvez você não acredite no que era verdadeiro, porque você não estava do outro lado do telefone, e não estava "ligando".
tavez porque, as noites mal durmidas foram minhas, porque os sabados em frente ao pc foram meus, porque meses querendo a atenção fossem meu meses, porque quem queria um fim de semana junto era eu, porque quem ligava ou mandava sms era eu, porque quem deixava scraps no orkut era eu, porque quem fez amizade com com sua melhor amiga pra poder saber qualquer tipo de opinão sua sobre o que estava acontecendo fui eu, porque quem fazia o impossivel pra ficar 5 minutos a mais com você, era eu, quem não ligava de ir embora mais cedo, ou mais tarde pra ficar mais um tempo junto, era eu, talvez tembém porque, era eu que enfrentava olhares de morte quando me atrevia a entrar na sua sala, talvez porque, tinha que ser eu pra conseguir um abraço seu, porque você mesma não fazia isso, talvez porque, era eu quem tinha que ir atrás até mesmo pra ganhar um oi, talvez porque fui eu que escrevi um blog onde 90% dele é totalmente voltado a você, talvez porque você só considera os ultimos 3 meses e não os outros 8, tavez porque, tenha sido eu que escreveu músicas, cantou, e fazia questão de demonstrar publicamente e intimamente o que sentia, que era eu que ficava com cara de cú quando não te via,e ainda fazia o impossivel pra te ver, enquanto você não ia nem no ponto de onibus 5 minutos pra me ver, e ainda falava "deixa pra segunda", e ainda fui julgado por ter ficado cansado de dúvidas e ter ido atrás de uma certeza.



Você não acreditou que era tudo real, porque você nunca quis acreditar que era real, você que nunca deixou que fosse.


Só pare de me culpar, por escolhas que não foram minhas.

texto de sexta feira. 5 de dez. salvo em rascunho.

2 comentários:

Aline disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana Cimeno disse...

isso foi profundo, Nelson. Não sabia do seu lado emocional ;D